NÓS SOMOS O OUTRO DO OUTRO

NÓS SOMOS O OUTRO DO OUTRO

NÓS SOMOS O OUTRO DO OUTRO – Ações de amor são um testemunho poderoso sobre como Jesus transforma nossas vidas. Nosso amor pode salvar vidas.

 

Você já pensou nisto…?

 

Seu *NASCIMENTO* foi através de *Outros*;

Seus primeiros BANHOS foram dados por *Outros*;

Seu *NOME* foi dado por *Outros*;

Você foi *EDUCADO* por *Outros*;

A sua *RENDA*, ainda que indiretamente, vem por meio de *Outros*;

Se você quer se *DIVERTIR*, ou faz uma viagem, vai a um show, cinema, teatro, restaurante, estádio, são os *Outros* que te servirão;

Quando você *ADOECE* é cuidado por *Outros*;

O *RESPEITO* a si é dado por *Outros*;

Seu *ÚLTIMO BANHO* será dado por *Outros*;

O seu *FUNERAL* será realizado por *Outros*;

E os *PERTENCES e PROPRIEDADES* serão herdados por *Outros*.

Então, questiono-me por que motivo alguns de nós deixamos o nosso *EGO*, nosso *TEMPO*, nossa *CARREIRA*, nosso *DINHEIRO* e nossas *CRENÇAS* nos levarem a menosprezar o valor dos *OUTROS.

Está na hora de nos tornarmos mais amorosos, mais humildes e vivermos pacificamente com os *OUTROS*;

porque nesta vida precisamos *uns dos outros* em todo o tempo.

*Tenhamos gratidão com o próximo!*

Cada um de nós é O OUTRO DO OUTRO.

Vamos cuidar uns dos outros!

Lembre-se: *Em tudo, eu e você precisamos UM DO OUTRO!!*

 

Quando amamos uns aos outros, mostramos o poder de Deus. Ações de amor são um testemunho poderoso sobre como Jesus transforma nossas vidas. Nosso amor pode salvar vidas.

Quando amamos uns aos outros podemos mudar o mundo!

Baseado na Bíblia,  honrar é: tratar com singular humanidade; acolher; hospedar; fazer o bem; suprir necessidades (At 28.1-10)!

A Palavra de Deus diz que o Senhor não quer que fiquemos devendo nada a ninguém, exceto o amor; e nos diz para darmos a cada um aquilo que lhe devemos (Rm 13.7, 8) Portanto se devemos honra, temos que dá-la a quem de direito.

Aos coríntios Paulo adverte: “De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.” (1Co 12.26). Quando não damos a honra devida a alguém, não estamos desonrando apenas a pessoa, mas a nós mesmos e ao corpo de Cristo. O contrário também é verdadeiro: quando honramos, também estamos sendo honrados, e estamos honrando todo o corpo de Cristo. E mais: quando não honramos padecemos, somos afligidos por males e nos tornamos tristes. Mas, fundamentalmente, quando honramos uns aos outros trazemos sobre nós a alegria do Senhor, nos tornamos mais semelhantes a Jesus, e enchemos a terra da glória de Deus.

A honra segue uma hierarquia. Há honras e honras, ou seja, há maneiras e formas diferentes de honrarmos. Todos devem ser, no mínimo, respeitados; mas quanto mais digna de honra for a pessoa e quanto maior for a nossa consideração e admiração por ela, assim será (ou deveria ser!) a manifestação externa dessa honra.

Embora haja hierarquia e honrarias diferenciadas, somos convidados por Deus a honrarmos a todos e a andarmos por um caminho “sobremodo excelente” (1Co 13.1)! Paulo viveu essa experiência: “Os quais nos distinguiram também com muitas honras; e, havendo de navegar, nos proveram das coisas necessárias.” (At 28.10). Quem mais foi distinguido com muitas honras, juntamente com Paulo? Todos os prisioneiros que estavam no navio! Deus nos convida a honrarmos aos que, aos nossos olhos, não merecem honra!

 

Vemos na experiência do naufrágio de Paulo (At 28.1-10), o que acontece com aqueles que honram aos outros: eles são supridos em suas necessidades! Todos os nativos daquela ilha honraram aos náufragos, por isso todos os enfermos da ilha foram curados! O que aconteceu com eles é o mesmo que Deus promete fazer com os que dizimam e ofertam: “Vou abrir as janelas do céu e derramar sobre vós bênção sem medida (Lc 6.38). […] repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, […]. Todas as nações vos chamarão felizes, porque vós sereis uma terra deleitosa, […]” (Ml 3.10-12).

Seja qual for a nossa necessidade, se buscarmos em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça (se nos submetermos ao governo de Deus em todos os aspectos de nossa vida, incluindo aí a honra que devemos aos outros), Ele se compromete em nos suprir plenamente, e mais que isso: Ele fará nossos pés como os das corças, e nos fará andar de um modo muito mais excelente, pelo caminho do Seu amor. Este é o nosso Deus.

Compartilhe

Copyright © POSSETEM - Guia Comercial de Santo Antonio de Posse – SP