Desistir ou Descansar?

Desistir ou Descansar?

 

Ah, os sonhos!!! Eles muitas vezes são combustíveis que incendeiam nossa alma e nos fazer perseverar mesmo diante das lutas da vida.

 

“Só eu conheço os planos que tenho para vocês: prosperidade e não desgraça e um futuro cheio de esperança” 
Jeremias 29:11 NTLH
Todos nós temos sonhos e planos no coração que desejamos que se realizem.

 

Esses sonhos, projetos muitas vezes servem de mola nos impulsionar a caminhar na jornada da vida, ansiando a cada dia por ver cumprido tudo que almeja nosso coração.

 

Ah, os sonhos!!! Eles muitas vezes são combustíveis que incendeiam nossa alma e nos fazer perseverar mesmo diante das lutas da vida.
Muitas vezes esses planos são alimentados por promessas que Deus libera sobre nossas vidas e isso nos impulsionam a persistir na realização do sonho.

 

         Contudo, as promessas de Deus raramente (ou quase nunca) se cumprem de forma imediata, normalmente entre a promessa e o cumprimento existe um lapso de tempo e em todo esse período de espera é o momento onde Deus trabalha em nossas vidas.
        O tempo da espera é necessário para o Senhor nos moldar e trabalhar em nossa vida afim de nos forjar, nos tornar melhor e aptos para desfrutar das bençãos que serão derramadas sobre nós.
       Mas é nesse tempo entre a promessa e o cumprimento que muitos de nós “perdemos a benção”.
       Muitos, por considerar a promessa tardia em se cumprir, rompem em ansiedade e dão logo seu jeitinho de “ajudar” a Deus e trabalhar a sua maneira para que “a promessa se cumpra” no seu tempo, apressadamente, e com isso agem precipitadamente colocando muitas vezes tudo a perder, conseguem transformar o que era para ser benção em maldição!
       Na Bíblia Sagrada, podemos ver essa precipitação em cumprir a promessa feita pelo Senhor na história de Abraão e Sara registrada em Gênesis 16:1-2, onde mesmo tendo Deus prometido ao casal que ainda na velhice gerariam filho e teriam uma descendência abençoada, a espera não agradou a Sara que por considerar de certa forma impossível e passado um tempo sem que a promessa houvesse se realizado, ela agiu para que seu esposo pudesse dar sequência na descendência entregando a serva Agar para gerar com seu esposo, resolveu dar a forcinha para Deus.
         Essa forcinha de Sara, que na verdade foi precipitação impulsionada pela incredulidade é responsável por conflitos entre nações do Oriente Médio até os dias de hoje!
         O que fica dessa história e que qualquer atitude precipitada, fora do tempo e da vontade e direção de Deus trará consequências que muitas vezes alcançarão gerações, e certamente Deus não precisa da nossa ajuda para cumprir suas promessas, ele apenas espera que confiemos nEle porque Ele é sempre fiel.
        Além dos que se precipitam, há ainda muitas pessoas que por considerar as promessas demoradas demais, e por avaliarem a promessa dentro de suas limitações , acabam por desistir no meio do caminho, ás vezes bem próximo de alcançar a benção; desistem e enterram seus sonhos, não se permitindo crer que no tempo oportuno tudo se cumpriria, mas a desistência impede de alcançar, e aqueles que desistem muitas vezes tornam-se amargos, frustrados e muito abandonam a fé, culpando a Deus pelos seus insucessos.
      Realmente, as veze é difícil não se precipitar ou desistir da promessa, muitas vezes os cenários ao nosso redor e da nossa própria vida são caóticos e aos nossos olhos naturais impossíveis ver qualquer realização por menor que seja.
       Mas, é quando tudo ao nosso redor parece desmoronar e tentar nos dizer que as promessas não se cumprirão, é que precisamos nos fortalecer dia após dia no Senhor, trazer á memória todas as suas promessas a nosso respeito para que nossa esperança seja reacendida e descansar na confiança de que fiel é aquele que prometeu e no tempo oportuno cumprirá todas as coisas, que como diz o texto chave de Jeremias 29:11 ” … que Deus tem planos de paz a nosso respeito..”.
       Precisamos aprender a descansar e confiar em Deus para que não caiamos na precipitação nem na desistência.
      Quando buscamos ao Senhor e descansamos nEle, encontramos força para esperar com paciência e alegria o cumprimento das promessas.
      O remédio contra ansiedade, precipitação e desistência é o DESCANSO.
      Diante de tudo isso, qual sua escolha DESISTIR ou DESCANSAR?
     Entrega teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará” Salmo 37:5

by Juliana Vernier Lançablog Florescer

Compartilhe

Copyright © POSSETEM - Guia Comercial de Santo Antonio de Posse – SP